Federação Catarinense de Motociclismo

Abertura do Catarinense e Copa Contestado de
Velocross reúne grande número de pilotos
Texto: Bruna Wagner - Assessoria FCM - Fotos: Racecross.com

 

O Campeonato Catarinense e Copa Contestado de Velocross tiveram início neste final de semana (17 e 18), na cidade de São Bento do Sul. Em uma pista já conhecida pelos pilotos, a abertura do Velocross foi muito elogiada pelo alto nível técnico dos participantes, além da segurança e grande presença de público. O evento teve a supervisão da Federação Catarinense de Motociclismo (FCM) e mais de 350 pilotos inscritos.


Carlos Franco

 

Um dos destaques do final de semana, foi Carlos Franco vencedor da VX1, VX2 e Nacional 230cc Pro. “Gostei muito de correr em São Bento do Sul, a organização do evento e FCM estão de parabéns pela realização da etapa com toda a segurança necessária, além de uma pista bem tratada, fazendo com que me deixasse a vontade para competir. Fiz uma boa corrida e espero correr mais provas em Santa Catarina”, relata.


Rafael Faria

 

Rafael Faria, foi o segundo colocado na VX2 e terceiro colocado na Nacional 230cc Pro. Paranaense, o piloto agora também corre em Santa Catarina. Na VX2, houve uma relargada e isso atrapalhou um pouco a concentração do piloto, que acabou em segundo. Na 230cc Pro, largou em quarto e passou para a segunda posição, mas houve a ultrapassagem de Rodrigo Taborda e o piloto terminou a prova com a terceira colocação.


Rodrigo Taborda

 

Leandro Lemos, campeão Brasileiro, Catarinense e Sul Brasileiro, foi campeão da etapa de abertura, nas categorias VX3 e Força Livre Nacional. Foi uma prova muito disputada na VX3, o piloto largou na frente, mas foi ultrapassado por Markolf Berchtold, que logo perdeu a posição para Lemos. “A prova foi muito boa e se pode perceber o alto nível de pilotos na categoria. Consegui começar o ano como terminei e parabenizo a FCM pelos frutos que vem colhendo do trabalho realizado”, conta.


Leandro Matos Lemos

 

Braz dos Santos, foi o vencedor da VX4 e quarto colocado na VX3. Na VX3, o piloto realizou uma boa largada, tentou manter o ritmo, mas terminou em quarto. Na VX4, largou em primeiro e manteve a posição até o final da bateria.


Bras dos Santos

 

Na 65cc, os primeiros campeões do ano foram Vitor de Borba, Raul Miranda e Kauã Kannenberg. Carlos Gervasi chegou conquistando o primeiro lugar em 2018 na Júnior, seguido de Jorge Simões e Victor Tidre.

A Mini Motos teve Mateus de Lima em primeiro, Julia Belo em segundo e João Cielinski em terceiro. Na Nacional 160cc, o pódio foi formado por Crystian Andrade, Guilherme Pscheidt e Thiago Pereira.

Jean da Silva foi o campeão da Nacional 230cc Intermediária, com Darlei Weiss em segundo e Alexsandro da Silva em terceiro. Na 230cc Light (nova categoria em 2018), os primeiros colocados do ano foram Pscheidt, Silva e Weiss.


Jean Carlos da Silva e Darlei Weiss

 

Anthonny Gervasio também iniciou o ano ganhando. O piloto conquistou a VX2 Intermediária, seguido de Eduardo Tessaro e Caue da Silva. Na VX3 Nacional, Rodrigo dos Santos, Carlos Filho e Rodrigo Haake, subiram no pódio nas primeiras colocações em 2018, na categoria. Gian Reinert, Itamar Bourscheidt e Leonel Keil foram os campeões da VX4 Nacional.

O resultado final da etapa de abertura pode ser acessado aqui

A próxima etapa do Catarinense e Brasileiro acontece em Blumenau, nos dias 10 e 11 de março.

O Catarinense tem o patrocínio de Rinaldi, Geração Motos e Blade Energy Drink.

Apoio:

FCM

Federação Catarinense de Motociclismo

Rua Comandante José Ricardo Nunes, 79
Capoeiras - Florianópolis - SC - 88070-220
Fone: (48) 3248-1950 Fax: 3348-8681
Email: fcm.sec@gmail.com

2001-2015 Todos os direitos reservados - Proibida reprodução do conteúdo sem autorização.